Técnico da Seleção de Portugal vê o Brasil no caminho da elite do Tênis de Mesa

17/12/2012 17:12

A Seleção formada por Eric Jouti, Hugo Calderano, Massao Kohatsu e Vitor Ishiy terminou em novo lugar no Torneio de Equipes do Campeonato Mundial Juvenil, que aconteceu entre os dias 09 e 16 desse mês na cidade de Hyderabad, na Índia.

A participação foi considerada excelente pelo português Ricardo Faria, que foi contratado pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa para trabalhar com os jovens talentos por indicação do francês Jean-René Mounie, que comanda os adultos.

--- Acho que poderíamos ter chegado um pouco mais longe no Torneio de Equipes, contudo fomos os melhores da América-Latina. Penso que não é assim tão mau --- afirmou o técnico, fazendo questão de lembrar o alto nível da competição.

--- Nós desejamos sempre mais, embora estejamos competindo com os melhores do mundo. É fundamental que não esqueçamos a história, cultura e hábitos desportivos mesatenísticos dos países que ficaram melhor classificados do que nós --- lembrou.

Ricardo e Jean-René trabalharam juntos na França durante um ano, no Levallois Sporting Club Tennis de Table. O português é formado em Educação Física e atua na área há mais de 20 anos, a maioria deles dedicados as seleções de seu país.

Ricardo comandou os portugueses em conquistas inéditas como o bronze no Torneio de Equipes do Campeonato da Europa, em Dortmund. Nos Jogos Olímpicos de Londres comandou a equipe formada por Marcos Freitas, atual 27º colocado do Ranking Mundial, Tiago Apolonia (34º) e João Monteiro (46º), que ficou em quinto lugar.

Antes disso, o técnico trabalhou com as categorias infantil e juvenil e ajudou na formação de vários jogadores. Sob seu comando, os atletas conquistaram títulos nacionais, Taça de Portugal e Supertaça. Ricardo tem certeza de que os brasileiros estão no caminho certo rumo a elite do Tênis de Mesa mundial.

--- Só pelo fato de estarmos representados e obtermos um 9º lugar no mundo acho que devemos nos orgulhar do trabalho desenvolvido por todos os implicados nesse processo evolutivo dos nossos jovens jogadores, treinadores, dirigentes e demais incentivadores do Tênis de Mesa brasileiro --- completou.