Voluntários realizam o sonho de todo atleta amador de Tênis de Mesa

06/09/2012 11:21

Quem se inscreve para trabalhar como voluntário em competições de alto nível, como os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, faz por amor, pelo desejo de participar da festa, do momento histórico, e para estar perto dos seus ídolos.

Na tarde dessa quinta-feira, durante o intervalo para o almoço que acontece todos os dias, alguns voluntários que estão trabalhando em Londres se aproveitaram da ausência dos atletas para realizar o sonho de todo fã da modalidade: jogar em uma mesa oficial.

Muitos brasileiros poderão ter esse mesmo privilégio. Em junho desse ano, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 começou a formular seu programa de voluntários, mas as inscrições só serão abertas no fim do primeiro semestre de 2014.

Até o fim de 2012, a estratégia do programa de voluntários estará definida. No próximo ano, o plano passará por um detalhamento, até ser aberto ao público em 2014.

A previsão é a de que os Jogos Rio-2016 recrutem cerca de 60 mil pessoas em seu programa de voluntários. Todos passarão por um processo de treinamento que incluirá aulas presenciais e virtuais.

A expectativa é a de que parcerias privadas sejam realizadas para o aprimoramento dos voluntários. Serão oferecidos, por exemplo, noções em língua inglesa.

Dentre os benefícios recebidos pelos voluntários estarão uniformes, alimentação e transporte. Mas o custeio de hospedagem e a chegada até o Rio (para quem for de outros estados e cidades) é de responsabilidade dos escolhidos para participar do programa de voluntariado.