Notícia

Alaor Azevedo destaca força do Brasil: ‘É o país que mais organiza campeonatos oficiais de tênis de mesa no mundo’

Presidente da CBTM e vice-presidente da ITTF afirmou, na abertura do TMB Platinum, que a meta é encerrar 2023 com mais de 400 competições realizadas no país

Alaor Azevedo falou na abertura do TMB Platinum. Foto: Miriam Jeske.

Por Nelson Ayres e Paulo Rocha (Fato&Ação) – Assessoria de Imprensa CBTM

07/07/2023 20h15


Uma prova irrefutável do quanto o tênis de mesa vem crescendo no Brasil. Durante a Cerimônia de Abertura Oficial do TMB Platinum Ciclo II - Rio de Janeiro, realizada na Arena Carioca I, no início da tarde desta sexta-feira (7), Alaor Azevedo, presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) e vice-presidente da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), revelou em seu discurso números surpreendentes que comprovam este crescimento do esporte em nosso país.

"Agradeço a presença das centenas de atletas e treinadores a esse nosso evento no Rio de Janeiro. Gostaria de passar um dado surpreendente: até junho deste ano, a CBTM, as federações e as ligas realizaram 10 eventos Challenge Plus; 58 eventos TMB Estaduais; e 34 TMB Regionais. Estamos chegando a 212 eventos. Imaginando que no segundo semestre teremos algo próximo a isso, serão mais de 400 eventos de tênis de mesa no Brasil", disse Alaor, prosseguindo:

"Posso lhes garantir que, embora outros países do mundo organizem muitas competições, nenhum deles realiza tantos campeonatos oficiais organizados pelas federações, com todos os resultados pelo ranking nacional visíveis no Brasil. É uma bela surpresa também constatar que temos, registrados no Comitê Brasileiro de Clubes, 148 clubes. Nenhuma entidade esportiva do Brasil, nenhum esporte possui números assim e agradeço às federações, que nos ajudaram a atingir esses números".

Alaor falou também sobre a importância da realização do evento paralímpico realizado, em março, e do WTT Youth Contender, etapa do Circuito Mundial Júnior, no final de junho. E projetou o mesmo sucesso para o WTT Contender, atração na Arena Carioca, que reunirá, no início de agosto, os melhores mesa-tenistas do mundo.

"Nossos resultados nas competições foram excelentes. No Youth Contender, conquistamos quatro ouros, oito pratas e nove bronzes; títulos nas categorias sub-15 (Lucas Romanski), sub-13 (Arthur Jacob) e sub-11 (Luiza Fontanive). O campeonato proporcionou aos nossos atletas conheceram o Rio, cidade mais linda do mundo, e somar pontos para o ranking mundial", disse Alaor, projetando também a realização do WTT Contender:

"O último evento internacional que o Brasil sediou ocorreu em 2017. Como o WTT Contender começou dois anos depois disso, não tivemos chance de organizar nenhuma etapa, o que irá acontecer agora, de 8 a 13 de agosto, também aqui no Rio. Haverá cobertura de TV da ESPN 3, que transmitirá 22 horas ao vivo, algo inédito no Brasil, e 125 horas na Star+, outro recorde do tênis de mesa brasileiro em termos de transmissão. Aos que não puderem comparecer ao evento, não faltará cobertura de TV".

Grande procura no WTT

Alaor revelou que a procura de inscrições para o WTT Contender já supera 180 nomes, mas somente 120 podem ser inscritos em razão do regulamento da competição. Por isso, terá que haver corte de atletas interessados em participar da etapa brasileira. Por exemplo, só poderia haver três atletas top-20 do mundo e nove já fizeram inscrição. Só conseguiremos ter seis atletas top-20. Nosso Hugo Calderano, quinto do mundo, tem presença garantida, assim como outros astros da Ásia e da Europa. A expectativa é de casa cheia na Arena Carioca I para assistir à disputa deste evento de altíssimo nível mundial.

Alaor Azevedo revelou ainda que Rosiane Viana, presidente da Federação de Tênis de Mesa do Estado do Rio de Janeiro, foi indicada para ser coordenadora do Mundial de Veteranos, que será realizado em Roma, capital da Itália. Por fim, saudou Camila Cardoso, líder da Universidade do Tênis de Mesa (UniTM), declarando que o braço educativo da CBTM chegou a mais de 500 inscrições para treinadores em seus dois anos e meio de existência. E que agora, com o lançamento do Curso Nível 3 para Treinadores, está se encerrando um ciclo.

O presidente da CBTM conclamou a todos os treinadores de tênis de mesa do país a realizar os cursos da universidade, uma vez que os cursos não possuem custo alto e que os dias, horários e a duração dos mesmos são perfeitamente conciliáveis com os das atividades que possam exercer.

Voltando a falar sobre projetos esportivos, Alaor disse que, no próximo ano, a meta da CBTM é levar treinadores e jogadores para fazer trabalho intensivo da Europa visando desenvolver ainda mais o tênis de mesa brasileiro. Há planos também para o paralímpico, que alcançou alto nível: Bruna Alexandre, que já compete no olímpico, está sendo preparada para conquistar o ouro nos Jogos Paralímpicos em breve.  

Formaram a Frente de Honra do evento: Alaor Azevedo, presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) e vice-presidente da Federação Internacional da Tênis de Mesa (ITTF); Vilmar Schindler, vice-presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa; Rosiane Viana, presidente da Federação de Tênis de Mesa do Estado do Rio de Janeiro (FTMERJ); Fábio Matos, presidente da Federação de Tênis de Mesa do Estado de São Paulo (FTMSP); e Pablo Ribeiro, Secretário-Geral da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa.

O TMB Platinum Ciclo II - Rio de Janeiro terá cinco dias de competição, reunindo representantes de 20 estados brasileiros. Cerca de 600 atletas olímpicos e paralímpicos inscritos, sob o comando de mais de 100 treinadores - envolvendo 107 clubes do país.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Atendimento: Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Confederação Filiada

Parceiro Oficial

Jogo Limpo

Patrocinadores

Apoiadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações