Notícia

Arrasador! Hugo Calderano pulveriza promessa francesa e é campeão do WTT Contender da Tunísia

Brasileiro precisou de apenas 35 minutos para bater o francês Alexis Lebrun por 4 sets a 1, fechando a sua histórica participação com apenas um set perdido

Hugo Calderano ao lado da campeã individual na Tunísia, a chinesa Zhang Rui. Foto: WTT.

Por Henrique Porto (Fato&Ação) – Assessoria de Imprensa CBTM

06/08/2022 11h59


É campeão! E que campeão. Cinco jogos, cinco vitórias, dezessete sets vencidos e apenas um cedido. Foi com essa impressionante credencial que Hugo Calderano se tornou campeão do WTT Contender da Tunísia, na manhã deste sábado (6). Jogando na Salle Omnisport de Rades, em Túnis, o brasileiro se impôs por 4 sets a 1 sobre a surpresa francesa Alexis Lebrun (37º no ranking mundial), de apenas 18 anos. As parciais foram de 11/7, 11/6, 11/7, 10/12 e 11/3.

A decisão começou com Calderano não conseguindo impor o ritmo avassalador dos demais jogos. Até iniciou na frente do placar, mas o francês conseguiu retomar a vantagem. Porém, apenas um dos sete pontos de Lebrun na parcial foram conquistados por mérito próprio. Os demais vieram de erros do brasileiro, que ainda tentava encontrar a forma ideal de jogar contra o europeu. E na reta final do set, Calderano brilhou e marcou quatro pontos em sequência, fechando em 11 a 7.

O brasileiro começou a dar show na segunda parcial. O francês ainda deu trabalho até o empate em três, mas depois Calderano impôs a sua categoria de número seis do mundo. Distribuindo cortadas e paralelas, chegou a pontuar sete vezes na sequência. E com o placar em 9 a 4, foi só o brazuca ter a calma necessária para fechar o set em tranquilos 11 a 6.

Contra as cordas, Lebrun começou o terceiro set agressivo. Mas foi por pouco tempo. O empate em 5 a 5 fez com que o francês pedisse tempo, tentando brecar o ímpeto e a escalada de Calderano na parcial. E não teve jeito, pois na hora certa o brasileiro conseguiu encaixar seus golpes e o francês sucumbiu psicologicamente, ao ponto de errar dois saques. Calderano não tinha nada a ver com isso – ou tinha – e com uma diagonal indefensável, fechou o set em 11 a 7.

No quarto set, Hugo se permitiu arriscar mais. Com a confortável vantagem, apostou nos ralis para cansar o assustado francês e esvair as suas forças. Jogando no estilo defensivo, devolvia as bolas e esperava o erro de Lebrun. Como se não bastasse, acelerava a velocidade a cada devolução. Assim, permitiu um set mais equilibrado.

Chegou a ter um match point a sua disposição, porém acabou falhando nos momentos decisivos e acabou superado pela primeira vez em toda a competição. Lebrun levou o set por 12 a 10. Desde 1997, um mesa-tenista não vence uma etapa do circuito sem ceder sets aos adversários e Calderano chegou muito perto de igualar o feito.

No quinto set, Calderano apostou na calma e trabalhou cuidadosamente cada ponto. Provando que seu psicológico está em dia, de cara abriu uma confortável vantagem de quatro pontos. Depois pisou no acelerador, pulverizando o francês. Fechou a parcial em 11 a 3 e a partida em 4 sets a 1, isso em apenas 34 minutos. Com comparação, a decisão feminina em que Zhang Rui levou o ouro durou uma hora e 24 minutos.

Este foi o melhor resultado do brasileiro no ano no Circuito Mundial da WTT. Antes, Calderano havia chegado nas quartas de finais por duas vezes em Doha, no WTT Contender e no WTT Star Contender. Em Túnis, os finalistas reeditaram uma das partidas do ‘Desafio Brasil vs França’, promovido pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) em maio deste ano. Na ocasião, jogando no Rio de Janeiro, o brasileiro foi superior por 3 sets a 2. Os dois ainda não haviam se encontrado pelo Circuito Mundial.

Sobre Hugo Calderano

Esta foi a sexta vez que Calderano decidiu uma competição do Circuito Mundial. Em 2013 e 2017, venceu o Aberto do Brasil. No ano passado, ganhou o WTT Star Contender de Doha, no Catar. No mesmo local, mas em 2018, foi vice-campeão do Aberto Platinum. Ele também foi vice no Aberto da Áustria, em 2016.

Calderano ocupa atualmente a 6ª posição no ranking mundial, com 2.590 pontos. Com a conquista na Tunísia, o brasileiro somou 400 pontos e embolsou 5 mil dólares. Este foi o seu último evento internacional antes da sua estreia na Liga Japonesa (T-League), uma das principais do mundo, onde defenderá o Kinoshita Meister Tokyo.

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Atendimento: Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

fatoeacaocomunicacao@gmail.com / contato@fatoeacao.com

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: www.instagram.com/cbtenisdemesa

YOUTUBE: www.youtube.com/user/TMdoBrasil

TIK TOK: www.tiktok.com/@cbtenisdemesa

Confederação Filiada

Parceiro Oficial

Patrocinadores

Apoiadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações