Notícia

Brasil tem 13 representantes na briga por medalhas no último dia do Pan-Americano Sub-11 e Sub-13

Oito brasileiros lutam pelo pódio no individual e cinco duplas verde e amarelas seguem no páreo na República Dominicana; dupla mista fica a uma vitória de medalha

Laura Souza é uma das brasileiras com chances de medalhas em Santo Domingo. Foto: ITTF Americas

Por José Augusto Assis (Fato&Ação) – Assessoria de Imprensa CBTM

23/09/2022 11h00


O Brasil segue fazendo bonito em Santo Domingo, na República Dominicana. No Pan-Americano Sub-11 e Sub-13, depois do time verde e amarelo ter levado um bronze nas equipes, o país segue com 13 representantes vivos na luta por medalhas nas disputas individuais e de duplas, que tiveram andamento nesta sexta-feira (23).

Dos 13, oito são nos torneios de simples e cinco nos de parcerias. Nos individuais, a categoria que tem o maior número de brasileiros é o sub-13 feminino. Maria Fokubara, Gabrielle Pincerato e Laura Souza se classificaram para as oitavas de final do pleito.

A primeira delas alcançou a fase ao bater a colombiana Salomé Morales por 3 sets a 1, a segunda por superar Maria Ladino (também da Colômbia) por 3 a 0 e a terceira por passar diante da equatoriana Naomi Pazmino por 3 a 1.

No sub-13 masculino, os brasileiros ainda no páreo são dois: Felipe Okano e Thiago Condori, que, pela boa campanha na fase de grupos, ficaram de bye na fase de 32.

Entre os meninos do sub-11, Flavio Sousa (sexto melhor atleta do mundo na categoria) teve grande desempenho na primeira fase e, com isso, foi direto para as oitavas de final.

Na mesma fase está Murilo Bacaline, mas esse teve de derrotar o hondurenho Anthony Martinez para chegar na briga por um lugar nas quartas. Já no feminino, Valentina Saravi, assim como Flavio, ficou de bye na fase de 32 e está nas oitavas.

Indo para as parcerias, o Brasil ainda conta com cinco combinados com chances de irem ao pódio. A categoria mais recheada de brasileiros é a sub-13 masculina. Thiago Condori/Gustavo Lopes – que bateu a dupla da casa Alexander Tejada/Dariel Del Rosario – se junta a Vinicius Rech/Felipe Okano (estava de bye) nas oitavas de final.

Todas as outras categorias contam com uma parceria verde e amarela. Flavio Sousa/Igor Higa está nas quartas de final do sub-11 masculino, Alice Barros/Valentina Saravi encontra-se na mesma fase entre as meninas, enquanto Gabrielle Pincerato/Maria Fokubara joga as oitavas do sub-13 feminino.

Brasil fica muito perto de medalha nas duplas mistas

Foi por muito pouco que o Brasil não conquistou medalha nas duplas mistas. No sub-13, Felipe Okano e Gabrielle Pincerato ficaram a uma vitória de garantirem o pódio. Nas quartas de final, o combinado acabou superado pelos americanos Ryan Lin e Amina Batkhuyag (parceria que terminaria campeã do campeonato) por 3 a 0.

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)

Atendimento: Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

contato@fatoeacao.com



Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: www.instagram.com/cbtenisdemesa

YOUTUBE: www.youtube.com/user/TMdoBrasil

TIK TOK: www.tiktok.com/@cbtenisdemesa

LINKEDIN: www.linkedin.com/company/3214214

Confederação Filiada

Parceiro Oficial

Jogo Limpo

Patrocinadores

Apoiadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações