Notícia

Duas duplas brasileiras avançam no Campeonato Mundial Paralímpico, na Espanha

Paulo Salmin e Bruna Alexandre estão a uma vitória da medalha, assim como Lucas Arabian e Joyce de Oliveira; Cátia Oliveira e Marliane Santos seguem com chances

Bruna Alexandre e Paulo Salmin encaram franceses nas quartas. Foto: André Soares/CBTM

Por Nelson Ayres e Henrique Porto (Fato&Ação) – Assessoria de Imprensa CBTM

06/11/2022 06h26


No primeiro dia de competições do Campeonato Mundial Paralímpico, neste domingo (6), na espanhola Granada, duas duplas brasileiras avançaram na disputa e estão a apenas um jogo de abrir o quadro de medalhas. São os casos de Paulo Salmin e Bruna Alexandre, na Classe XD17, e de Lucas Arabian e Joyce de Oliveira, na XD10. Nesta segunda-feira (7), a partir das 6h, voltam à mesa para enfrentar adversários da França e da Tailândia no Granada City Sports Hall.

Paulo Salmin e Bruna Alexandre se classificaram vencendo os alemães Mio Wagner e Stephanie Grebe por 3 sets a 0, com parciais de 11/9, 11/4 e 11/6. “Os técnicos nos falaram muitas coisas sobre os adversários. Estudamos eles bastante e treinamos para vencer eles na tática. O jogo foi muito tático e exploramos bastante um ponto fraco deles”, informou Bruna. “Mesmo sendo meu terceiro Mundial, toda estreia é estreia. Aproveitamos ontem para ver alguns vídeos deles, como eles desempenhavam, porque tem uma discrepância física grande de classes entre eles e conseguimos nos sobrepor nesta parte”, acrescentou Paulo. Agora, eles decidem a vaga na semifinal contra os franceses Lucas Didier e Lucie Hautiere.

Lucas Arabian e Joyce de Oliveira venceram os franceses Florian Merrien e Flora Vautier por 3 sets a 1. As parciais foram de 6/11, 11/6, 13/11 e 11/5. “Foi um jogo muito duro. Perdemos o primeiro set e conseguimos ganhar bem o segundo. No terceiro estávamos perdendo e conseguimos a virada, que nos deu tranquilidade para o último set”, relatou Lucas. “Eu estava muito nervosa, pois era um jogo difícil, contra atletas muito fortes. Mas conseguimos fazer o nosso jogo e agora é pensar no próximo. Mas estamos bem entrosados e vamos dar o nosso melhor”, acrescentou Joyce. Terão pela frente agora os tailandeses Wanchai Chaiwut e Wijittra Jaion.

Quem também segue na briga por medalhas é a dupla composta por Cátia Oliveira e Marliane Santos (WD5), que estrearam com derrota na fase de Grupo 1, mas continuam com chances de avançar na disputa. Neste domingo, as sul-coreanas Seo Su Yeon e Lee Mi Gyu levaram a melhor por 3 sets a 0 (6/11, 5/11 e 7/11). Na segunda-feira, as brasileiras tornam à ação contra as sérvias Ana Prvulovic e Sanja Mijatovic (6h45min de Brasília).

Voltando aos jogos de domingo, na Classe MD4 Iranildo Espindola e Guilherme Costa caíram nas quartas de finais para Jin Cheol Park e Soo Yong Cha, da Coréia do Sul. O placar foi 3 a 0, com parciais de 10/12, 7/11 e 5/11. Ficaram pela mesma fase Israel Stroh e Paulo Salmin, da Classe MD14, derrotados pelos espanhóis Alvaro Valera e Jordi Morales em sets diretos (9/11, 6/11 e 10/12). Fechando a participação das duplas masculinas, Luiz Felipe Massara e Claudio Massad (Classe MD18) pararam nas oitavas de finais em Jorge Cardona e Ander Cepas, também da Espanha, por 3 a 0 (8/11, 5/11 e 9/11).

Nas duplas femininas, Thais Severo e Joyce de Oliveira não avançaram das oitavas de final. Pela Classe WD10, acabaram superadas pelas croatas Andela Muzinic e Helena Dretar Karic por 3 sets a 1 (11/9, 4/11, 9/11 e 7/11). E por 3 sets a 0, Danielle Rauen e Jennyfer Parinos foram superadas pelas polonesas Karolina Pek e Natalia Partyka. Isso pela categoria WD20 e com parciais de 6/11, 3/11 e 3/11.

Já nas duplas mistas, Guilherme Costa e Cátia Oliveira foram às quartas na Classe XD4, mas perderam para os também poloneses Rafal Czuper e Dorota Buclaw. A derrota em 3 sets a 1 teve como parciais 8/11, 13/11, 11/9 e 11/7. Fechando a participação brasileira no dia, Israel Stroh e Aline Meneses caíram nas oitavas da Classe XD14. E novamente ante poloneses. Neste caso Maksym Chudzicki e Katarzyna Marszal, que triunfaram por 3 a 1. As parciais foram 8/11, 7/11, 11/7 e 6/11.

Confederação Filiada

Parceiro Oficial

Jogo Limpo

Patrocinadores

Apoiadores

Eventos
Calendário
Área de Filiados
Desenvolvimento
Universidade do Tênis de Mesa
Escolas de Treinadores
Escolas de Árbitros e Oficiais
Escola de Gestão
Certificações